sábado, 11 de fevereiro de 2017

UM SIMPLES ADEUS

UM SIMPLES ADEUS

Há certos tipos de chaga
Que o tempo nunca apaga
A poesia não afaga
Consagra e sangra na canção

Que o coração propaga
A lágrima cai
Mas não paga
Porque a saudade não sai

Foras ao mesmo tempo
Zé Ramalho e Chicó
Afora, jornalista
Em Pacoti, um artista

Espalhavas graça ao teu redor
Adeus, amigo!
O mundo não dá abrigo, faz nó
Na solidão que dá em dó

Contigo foi a brisa
Do riso e carisma
Comigo ficou um vão sem jeito
Em meu peito cabe um vagão

Independente de qualquer nirvana
A vida ainda nos irmana
Na alegria de outr'ora
Ou na hora da dor

Que em dissabor se aprimora
E mora na separação
Amanhã não haverá aurora
Agora, sou fração

Ateu Poeta
11/02/2017
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.