sexta-feira, 28 de março de 2014

MEU VIOLÃO

MEU VIOLÃO

Já não preciso mais
Do teu sorriso fugaz
Para sobreviver
O meu violão

Já não quer teu coração
É hora de renascer
Um novo acorde a cada sol
Toco até o arrebol fenecer

E tudo se transforma
Transborda e transporta
Muito além de mim
A noite já não tem fim

O universo se faz clarim à minha voz
Música: minha eterna foz

Ateu Poeta 
25/03/2014
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.