terça-feira, 20 de março de 2012

REVOLUÇÃO


REVOLUÇÃO
(versão soneto)

Sonhei com um mundo diferente
Eu não podia acreditar
Em tanta coisa dessa gente
Tão estúpida e atroz

Mais um dia, sigo em frente 
Temos que acordar
Por que tudo que existe
Na essência é igual

Toda a beleza é igual a nós
Os monstros, o universo é igual a nós
Mendigo, deputado é igual a nós

Bancário ou favelado é igual a nós
Não deixe os poderosos no poder
Faça a revolução

ATEU POETA
20/03/2012
7:00 AM
 ---------------------------------------------------
REVOLUÇÃO
(versão original para música de rock)

Sonhei com um mundo diferente
Eu não podia acreditar
Em tanta coisa dessa gente
Tão estúpida e atroz

Mais um dia, sigo em frente 
Temos que acordar
Por que tudo que existe
Na essência é igual

Toda a beleza é igual a nós
Os monstros, o universo é igual a nós
Mendigo, deputado é igual a nós
Bancário ou favelado é igual a nós

Não deixe os poderosos no poder
Não deixe os poderosos no poder
Não deixe os poderosos no poder
Faça a revolução

ATEU POETA
20/03/2012
6:30 AM
Ateu Poeta, O Historiador de Pacoti. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.